Início da Metalurgia

FUNDIÇÃO EM ITU

METALURGIA ARTESANAL EM ITU

A jornada da METALURGIA começou de forma totalmente ARTESENAL com a descoberta do cobre na Anatólia (atual Turquia). Mas nos primórdios o processo de FUNDIÇÃO ainda não existia. Os objetos eram moldados só na base da pancada. Acredita-se que a inauguração da metalurgia propriamente dita tenha ocorrido totalmente por acaso. A teoria mais aceita é a de que, por acidente, um minério de cobre tenha caído nas brasas de uma fornalha; a "heureca" se deu quando alguém notou o derretimento e o posterior endurecimento do material numa forma diferente.



MATÉRIA-PRIMA: Depósitos de cobre eram comuns. Tratava-se de minas localizadas a pouca profundidade e de fácil identificação graças à coloração esverdeada do minério (a cor avermelhada do cobre surge após o trabalho no metal.)

FUNDIÇÃO: O minério deve ser aquecido a temperaturas entre 650 e 700 °C para a extração do cobre puro. Os artesãos faziam a fundição dentro de recipientes de pedra em fornalhas a céu aberto – buracos no solo revestidos com pedras.

MOLDES E ACABAMENTO: Vertia-se o cobre derretido em moldes talhados na própria rocha de onde haviam sido retiradas as peças de pedra. Os objetos eram moldados ainda sob o calor de fogueiras. O acabamento era feito por meio da fricção de pedras de superfícies variadas.

Alguns trabalhos realizados

  • SERRALHERIA VLAMIL
    Metalurgia artesanal, grades, portões,
    janelas, guarda corpo, corrimãos
  • SERRALHERIA VLAMIL
    Metalurgia artesanal, grades, portões,
    janelas, guarda corpo, corrimãos
  • SERRALHERIA VLAMIL
    Metalurgia artesanal, grades, portões,
    janelas, guarda corpo, corrimãos
  • SERRALHERIA VLAMIL
    Metalurgia artesanal, grades, portões,
    janelas, guarda corpo, corrimãos
  • SERRALHERIA VLAMIL
    Metalurgia artesanal, grades, portões,
    janelas, guarda corpo, corrimãos
  • SERRALHERIA VLAMIL
    Metalurgia artesanal, grades, portões,
    janelas, guarda corpo, corrimãos